1654755840958-1

Reconstrução da Escola de Fareia

Partilha
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
País de execução: Guiné Bissau
Lugar de execução: Fareia – Setor de Bigene – Região de Cacheu
Período de execução: 3 meses desde o início da atividade
Custo dos projeto: 2400€

CONTEXTO NO SETOR EDUCATIVO:

A Guiné-Bissau enfrenta grandes desafios no sector da educação, ligados à pressão demográfica e ao contexto socioeconómico. Os recursos económicos internos do país são escassos, colocando o país numa situação de dependência externa. O setor de educação está subfinanciado, relativamente às necessidades efetivas, conseguindo, apenas, assegurar os salários dos professores e não permitindo qualquer outro investimento.

Outro fator a ser considerado neste setor é o encargo suportado pelas famílias de cada filho matriculado na escola, num contexto em que o Estado mal consegue suportar os custos salariais dos professores.

ZONA DE EXECUÇÃO DO PROJETO:

O setor de Bigene está localizado na região de Cacheu. É geograficamente, considerado dos maiores setores educativos do país, com numerosas escolas rurais no interior da floresta ou selva, o que dificulta o controle da gestão das escolas e a sua qualidade educativa.

Não há escolas em muitas das aldeias e, quando existem, são construídas com ramos de palmeira ou paredes de barro, que as torna escuras e inseguras. As mesas são feitas pela comunidade com paus e troncos e muitas vezes não têm quadro ou giz e o professor, se houver, costuma ser um filho da tabanca (aldeia) com um pouco de formação básica.

DESCRIÇÃO DO PROJETO:

O projeto enquadra-se num plano de desenvolvimento educativo que a ONGD – HumanitAVE Associação de Emergência Humanitária, em colaboração com a missão católica e instituições educativas responsáveis e outros financiadores, vem implementando na zona desde 2016. Nesse projeto, um dos pilares é criar vagas escolares através da construção e reabilitação da infraestruturas educativas e fornecimento do material básico necessário. Este projeto pretende continuar a fortalecer o sistema educativo, com especial incidência nas zonas rurais, através da criação de vagas escolares para alunos do ensino pré-escolar e primeiro ciclo e da disponibilização de mobiliário básico para essas turmas. Desta forma, mais crianças terão acesso à educação e a rácio alunos/professores será reduzida nas aldeias contíguas, que atualmente atinge as turmas com mais de 50 alunos.

O edifício será construído, com o envolvimento da comunidade e da missão católica de Bigene na aldeia de FAREIA concretamente um pavilhão com duas salas de aula  para serem usadas em dois turnos. Este pavilhão será preparado para que em cada sala haja espaço suficiente com mesas duplas para 40 alunos, o que nos permitiria ter 80 vagas por turno e, portanto, 160 vagas no total.

Além disso as salas também poderão ser usadas ​​para a alfabetização de mulheres adultas, uma vez que é um pedido da associação de mulheres da comunidade.

Hoje , 04 de Agosto foi dia de inauguração da Escola de Fareia na Guiné-Bissau.

O entusiasmo, a capacidade de superação e a forma empenhada com que a comunidade enfrentou este desafio foi louvável.

Estamos gratos por termos atingido este importante objetivo, proposto no Plano de Atividades da nossa associação. A HumanitAVE fez um grande esforço financeiro para esta obra ser uma realidade.

Obrigado a todos os que nos ajudaram neste propósito. 💙